Jack Reacher – Sem Retorno

Resultado de imagem para jack reacher 2 banner

Jack Reacher retorna à base militar onde serviu na Virgínia, onde pretende levar uma comandante local para jantar. Só que, logo ao chegar, descobre que ela foi sequestrada. Não demora muito para que ele assuma a responsabilidade de salvá-la.
[Sinopse]

Tom Cruise é mesmo um cabra esperto, senão vejamos: se mantém no topo com 35 anos de carreira (foi um astro emergente no inicio da década de 80!), muito bem conservado aos 54 anos, ao ponto do seu personagem Jack Reacher se auto-declarar com 40 anos, conduzindo a carreira sob mão de ferro, intercalando filme bons de ficção cientifica (“Minority Report”, “Oblivion”, “No Limite do Amanhã”), duas franquias de sucesso (“Missão Impossível” e “Jack Reacher”) e possivelmente uma terceira (“A Múmia”). Não vejo um paralelo em Hollywood atualmente, talvez Tom Hanks. É realmente de se admirar.

Neste segundo “Jack Reacher”, pretendido como uma nova franquia, Tom Cruise repete a variação do seu personagem Ethan Hunt em “Missão Impossível”. É uma eficiente máquina de combate, sisudo, militar, com pinta de galã, que dá piques estilo Bolt. O filme em si não inova muito, tem um roteiro basicão, um diretor de aluguel, alguma ação estilo “Jason Bourne”  e a introdução de uma possível filha (Hello Jack Bauer!) de Reacher, o que soa como precoce um sinal de desespero.

Jack Reacher é um bom filme de sessão da tarde, mas vai ter que se reinventar senão desejar ser lembrada apenas como o segundo episódio de uma franquia natimorta. Tom Cruise? Com certeza vai seguir em frente, em breve teremos “Top Gun 2”, “MI 6” e outras promessas de bons filmes.

Publicado em Sem categoria | Com a tag , , , , , , , | Deixe um comentário

Sully – O Herói do Rio Hudson

Resultado de imagem para sully banner
15 de janeiro de 2009. Logo após decolar do aeroporto de LaGuardia, em Nova York, uma revoada de pássaros atinge as turbinas do avião pilotado por Chesley “Sully” Sullenberger (Tom Hanks). Com o avião seriamente danificado, Sully não vê outra alternativa senão fazer um pouso forçado em pleno rio Hudson. A iniciativa é bem sucedida, com todos os 150 passageiros a bordo sendo salvos. Tal situação logo transforma Sully em um grande herói nacional, o que não o isenta de enfrentar um rigoroso julgamento interno coordenado pela agência de regulação aérea nos Estados Unidos.
[Sinopse]
É um roteiro que sofre do “efeito Titanic”, em que todo mundo já sabe o final, entregue inclusive no subtitulo nacional “O Herói do Rio Hudson” (obrigatório para filmes com apenas um nome próprio no título). Assim, a história é focada mais no pós-acidente, se tornando, na prática, um filme de tribunal.
O filme já inicia nos procedimentos de investigação, não mostrando o evento em si. Seria uma ótima ideia, se fosse bem implementada.  Porém, este esforço em preservar a grande cena para o final, se esvai na introdução da mesma na metade do filme (?!) e na sua maçante repetição nos momentos de simuladores de vôo. Isso sem falar em flashes desnecessários (para que mostrar Sully como jovem piloto?) e nas confusas imaginações de Sully para o evento, sob o viés do fracasso.
A investigação da agencia de regulação aérea dos Estados Unidos, tipo uma Infraero, eleita como grande vilã do filme, passa realmente do tom de protocolo oficial a ser seguido, soando quase uma perseguição ao Capitão Sully.
Tom Hanks, completando sua trilogia de aviação iniciada com “Náufrago” e “O Terminal”, está bem no seu papel de homem comum, crível e integro. Não arrisca, não precisa sair do seu “modus operandi” para entregar uma interpretação apenas correta. Aaron Eckhart serve para dar um leve toque de informalidade e referendar a integridade da tripulação. O diretor Clint Eastwood, sempre clássico e avesso a pirotecnias, desta feita se perde nas idas e vindas do roteiro, mas acerta na metragem de pouco mais de noventa minutos.
Sim, o filme tem lá seus problemas, algumas decisões equivocadas, outras mal implementadas, mas ainda assim tem boas interpretações, traz algumas reflexões e ainda diverte.
[Nota – O filme estava programado para estrear hoje (quinta-feira 01/12), mas devido a tragédia aérea com a equipe da Chapecoense a estréia foi adiada para data ainda indefinida pela Warner. Por sinal, decisão sensata e acertada.]
Publicado em Resenhas, Trailer, Video | Com a tag , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Em Breve – Até o Último Homem

Dirigido por Mel Gibson (Coração Valente), o longa Até o Último Homem (Hacksaw Ridge, EUA, Austrália, 2016), com lançamento previsto para o dia 5 de janeiro de 2017 nos cinemas brasileiros pela Diamond Films Brasil, ganha pôster oficial.

O filme, baseado em uma história real, acontece durante a Segunda Guerra Mundial e tem como protagonista o médico do exército Desmond T. Doss (Andrew Garfield, A Rede Social) que se recusa a pegar em uma arma e matar pessoas. Assim, durante a Batalha de Okinawa, ele trabalha na ala médica e salva mais de 75 homens. A postura ganha repercussão e o médico recebe uma Medalha de Honra do Congresso, tornando-se o primeiro Opositor Consciente da história norte-americana.

O drama traz também no elenco Teresa Palmer (Meu Namorado é um Zumbi), Sam Worthington (Avatar), Vince Vaughn (De Repente Pai), Luke Bracey (O Melhor de Mim), Rachel Griffiths (Ela dança. Eu danço), Ryan Corr (Promessas de Guerra) e Hugo Weaving (Matrix). O roteiro é da experiente dupla Andrew Knight (Promessas de Guerra) e Robert Schenkkan (O Americano Tranquilo).

Publicado em Em breve | Com a tag , , , | Deixe um comentário

Lista Top 10: Filmes de Boxe

1. Rocky
2. Touro Indomável
3. O Vencedor
4. A Luta pela Esperança
5. Hurricane
6. O Campeão
7. Ali
8. Menina de Ouro
9. Quando Éramos Reis
10. Girlfight

Menção Honrosa :
O Invencível, O Imbátivel, Gladiator, Ressurecting the Champ, Annapolis

Publicado em Listas Top 10 | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Rocky 40 Anos

Em 21 de Novembro de 1976 foi lançado o primeiro Rocky. O jovem Sylvester Stallone se encontrava numa verdadeira pindaíba, vendeu seu cachorro de estimação por 25 dólares, quando viu uma luta entre a lenda Muhammad Ali e um desconhecido lutador que bravamente lutou até o final. E, assim, em três dias escreveu o rascunho de roteiro de Rocky. Ofereceu o roteiro ao estúdio MGM, que pagou 150 mil dólares por ele. Stallone condicionou a venda com a garantia que ele interpretaria Rocky. O estúdio aceitou, mas em contra-partida ganharia apenas o piso do sindicado pelo roteiro. Sly topou a aposta. “Rocky, um Lutador” concorreu a 11 Oscar, venceu o de Melhor Filme, vencendo “Taxi Driver”, Melhor Diretor (John G. Avildsen) e Melhor Montagem, mas perdeu o Roteiro para “Rede de Intrigas”. O filme rendeu mais de 100 vezes seu orçamento, gerou 5 continuações,e um spin-off (derivativo) “Creed”,  que curiosamente foi o filme que deu a Stallone seu prêmio de melhor interpretação (Globo de Ouro 2016) com o personagem Rocky Balboa. Com a fama Sylvester Stallone comprou de volta seu cachorro por 15000 dolares.

Publicado em Cine Notícia | Com a tag , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Grandes Frases do Cinema – Rocky IV

If I can change, and you can change, everybody can change!
(Se eu posso mudar, e você pode mudar, todo mundo pode mudar!)

Publicado em Frases | Com a tag , , , | Deixe um comentário

Grandes Frases do Cinema : Rocky Balboa

“Não se trata de quão forte pode bater, se trata de quão forte você pode ser atingido e continuar seguindo em frente.”
Rocky Balboa

Publicado em Grandes Cenas do Cinema | Com a tag , , , | Deixe um comentário

Grandes Frases do Cinema – Rocky

“Ei Adrian, eu consegui!”

Publicado em Frases | Com a tag , , , , | Deixe um comentário

Trailer – A Bela e a Fera

Publicado em Trailer, Video | Com a tag , , , , | Deixe um comentário

Cine Notícia – Reabertura do Cine XIV no Pelourinho

Resultado de imagem para circuito sala de arte salvador logo

Em tempos de multiplexes e cinemas de rua virando templo evangélicos é de se comemorar a reabertura (a partir de hoje 10/11/2016) desta sala tão tradicional e diferenciada da nossa capital.

A programação dará destaque ao cinema nacional e baiano, haverá sempre uma janela para o mundo, apresentando a diversidade que faz a marca do circuito.

E fica ainda melhor quando isto acontece com preços justos, competitivos e que valorizam a população local. Bom para o cinema, bom para o Pelourinho, bom para Salvador, enfim, bom para todos nós!

Preços
Meia:    R$8,00
Inteira: R$16,00
Promocional: R$5,00 (preço único promocional) para moradores do centro/entorno (Nazaré, Liberdade, Santo Antônio, Barbalho, Carlos Gomes, Avenida 7, Saúde) que se cadastrem na sala, apresentando um comprovante de residência em o nome da pessoa.

Confira a programação completa em www.saladearte.art.br

Publicado em Cine Notícia | Com a tag , , , | Deixe um comentário