Diogo Francischini, publicitário baiano pós-graduado em Marketing que atua hoje como executivo, palestrante, blogueiro e escritor. É diretor executivo regional da RE/MAX, maior rede de franquia imobiliária do mundo. Autor do livro “Talentos em Vendas: Como Liderar e Gerenciar Campeões” (Ed. Casa da Qualidade), ministra palestras e treinamentos sobre vendas e redes sociais. Um cara 100% família que luta contra o relógio e o cansaço para concluir seu segundo livro.

Rocky, Um Lutador
É o número 1 da minha lista. Me emociono até hoje todas as vezes em que assisto. O filme lançado em 1976 marcou o cinema não apenas por lançar o ator Sylvester Stallone, como também por dar início à saga de um guerreiro de carne e osso, com fraquezas, angústias, mas também com uma determinação capaz de levá-lo a superar qualquer obstáculo. A narrativa conta a história de um jovem lutador de boxe, sem nenhuma visibilidade e com pouca determinação, que se vê diante da oportunidade de enfrentar o campeão mundial. Com empenho e dedicação, ele acaba por enfrentá-lo de igual para igual, conquistando fama e reconhecimento. Mostra claramente que com empenho e paixão qualquer um pode chegar aonde quiser.

Tubarão
Assisti a esse filme pela primeira vez aos 5 anos de idade, escondido dos meus pais. Tenho pesadelos até hoje por causa disso. Mas também desenvolvi um fascínio extraordinário por essas criaturas que beiram a perfeição. O filme conta a história de uma pequena cidade praiana localizada em uma ilha que passa a ser aterrorizada por um tubarão branco faminto. O chefe de policia local tem a missão de proteger a comunidade e os turistas, mas não conta com o apoio das autoridades locais. Muito suspense, ótimos sustos, além da impagável interpretação do trio Roy Scheider, Robert Shaw e Richard Dreyfuss.

Um Convidado Bem Trapalhão
Acho que nunca ri tanto em um filme. Peter Sellers interpreta um ator indiano atrapalhado que havia acabado de ser despedido de uma produção por destruir todo o set de filmagens acidentalmente. Acaba sendo convidado por engano para uma festa na casa do produtor e cria uma confusão atrás da outra. Definitivamente, o filme mais engraçado ever!

Duelo de Titãs
Existem filmes que são tão repletos de mensagens que fica difícil encontrar um foco principal a ser abordado. Esse é o caso de Duelo de Titãs, protagonizado por Oscar Denzel Washington, interpretando o treinador de futebol americano Herman Boone. A estória se passa no estado da Virginia, EUA, na década de 70, período em que o ódio e o racismo ditavam as regras de convivência entre brancos e negros nos estados da região sudeste americana. Nesse contexto, o conselho de educação determina a integração de estudantes negros e brancos em uma única escola, o que também significaria um único time de futebol. Boone, que era técnico na Carolina do Sul, é convocado para assumir a direção do time. Uma lição de liderança que gestores de empresas em todos os segmentos deveriam assistir.

Um Corpo que Cai
Não me lembro de ter visto um filme dar tantas reviravoltas. Um detetive aposentado que sofre de um terrível medo de altura é encarregado de vigiar uma mulher com tendências suicidas. Porém, ele começa a se envolver com ela e as surpresas começam a acontecer. Uma trama impecável, é Hitchcock em sua plenitude criativa!

 

Share This
Leia o post anterior:
25 anos de parceria Tim Burton e Danny Elfman

Para celebrar os 25 anos de parceria entre diretor Tim Burton e o compositor Danny Elfman (ex-Oingo Boingo), está sendo lançado...

Fechar