Parece que caiu mesmo em desuso a pergunta: “quer namorar comigo?”. Temos a sensação de que tal abordagem remonta a séculos antes de Cristo. Na real, acho que só ouvíamos esse tipo de pergunta na infância… quando a ingenuidade predominava e ainda acreditávamos que as etapas deveriam ser seguidas à risca. Até pelo fato de que fomos condicionados a pensar que esta era uma fala dos garotos.

Não estou afirmando que nenhum homem faça essa pergunta em tempos atuais, pode existir algum que ainda considere importante a indagação… confesso que acho até bonitinho, quando o rapaz sabe o tom exato de perguntar, sem parecer bobão ou piegas… mas isso é assunto para uma outra hora.

“Sim, eu aceito!”

Esta é mais uma frase obsoleta… não sei se por medo, por insegurança, por falta de amor ou qualquer motivo que seja, mas as mulheres já não respondem tão enfaticamente quando interpeladas sobre o assunto namoro. As respostas variam entre vagos: “vamos nos conhecer primeiro”; assustados: “calma, que assim você me assusta” e duvidosos: “tá… vamos tentar”.

Mas independente de como esse namoro irá começar… se por uma pergunta ou apenas pelo correr dos dias que acabam por transformar a paquera em uma relação séria, você saberá que estará dentro desse lindo balão que te faz flutuar pelos indícios que cercam esta condição…

Namorar é se falar todos os dias e por mais de uma vez;

Namorar é ceder e compartilhar das preferências do outro;

Namorar é beijar na boca agora, sem se preocupar se no outro dia haverá mais beijos… certamente, haverá;

Namorar é saber que tem um abraço te esperando depois de cada tristeza e depois de casa alegria;

Namorar é comprar aquele iogurte que você odeia, pois sabe que ele irá procurar na sua geladeira;

Namorar é fazer planos… para o dia seguinte, para o fim de semana… para tudo;

Namorar é acordar no meio da noite e dá um sorriso satisfeito quando percebe que estão dormindo juntos;

Namorar é odiar quando acaba o final de semana e rezar para chegar logo a quarta-feira, quando o cinema foi marcado;

Namorar é sentir o coração dar pulinhos quando se encontram;

Namorar é, as vezes, não fazer nada e só ficar curtindo a companhia do outro;

Namorar é achar o inverno mais gostoso e menos cinza;

Namorar é simples como pegar na mão, esperar, ajudar a carregar as sacolas, fazer surpresinhas;

Namorar é cumplicidade total e respeito com a individualidade de cada um;

Namorar é sentir um ciuminho bôbo e depois ri de si mesmo;

Namorar é sentir saudade… a quase todo instante;

Namorar é troca de experiências e aprendizado;

Namorar é gostoso como caminhar na praia, é sentir a adrenalina de quem não espera nada e ao mesmo tempo tudo;

Namorar é quase não lembrar de todos esses detalhes e se dá conta de que não existia nada melhor, só depois que o namoro acaba.

Namore…  mas não deixe de valorizar cada instante e lembrar que o momento mais importante de qualquer história, é o que está acontecendo agora!

Feliz dia dos namorados!!!

Pin It on Pinterest

Share This
Leia o post anterior:
Conectados pelo amor

É como se pela primeira vez, aquela bendita frase "nasceram um para o outro" fizesse algum sentido. Somos assim... Estamos...

Fechar