Quando se está com raiva existe a palavra, o grito, os argumentos e até a vontade de ficar longe.

Quando se está feliz existe o abraço, o carinho, o aconchego e as risadas compartilhadas.

Quando se está triste existem as lágrimas, o desabafo, a mão estendida e o ombro que vai amparar o rosto.

Quando se está com saudade, não existe nada… não há presença, cheiro, olhar, sorrisos, voz ou proximidade da pessoa que se quer ter perto.

Saudade é vazio preenchido de vontade, é sede que não sacia, é fome que não acaba. Saudade é falta.

Saudade é estar só e ao mesmo tempo rodeada de uma presente ausência, de pensamentos recorrentes, de desejos intermináveis.

Saudade é dormir sentindo, sonhar revivendo e acordar enquanto a alegria continua adormecida.

Saudade não tem cor, mas pode ser cinza quando não há volta ou iluminada como o sol, quando sabemos que estaremos perto de novo.

Saudade é contar o tempo e acreditar que ele está mais lento, é ter a sensação constante de que toda a angústia acabará em alguns minutos, dentro de um abraço.

Saudade é não saber e tentar imaginar onde está quem queremos.

Saudade é música que aperta o peito, riso que desperta o choro, passado que queremos transformar em presente.

Saudade é nostalgia do que ainda não conseguimos esquecer… ou do que não queremos esquecer.

Saudade é perfuro-cortante, afiada e fria como uma lâmina, mas que se transforma em fogo quando terminada.

Saudade é ficar esperando o dia, a hora, o lugar e o momento de dizer “eu senti saudade!”.

Saudade é olhar de longe e pensar o que fazer para acabar com a distância.

Saudade é insana, não tem planejamento, discernimento ou auto-controle… simplesmente revira e tira tudo do lugar.

Saudade é reconstituir por muitas, muitas, muitas vezes o último beijo e o último sorriso.

Saudade é planejar os próximos abraços, toques, ficar agarradinho… é a expectativa de encontrar de novo.

Saudade é isso que você está sentindo agora, enquanto lembra de quem te desperta esse sentimento.

Pin It on Pinterest

Share This
Leia o post anterior:
Quem é você?

Quem você pensa que é para chegar dessa forma e desorganizar a minha vida sempre tão organizada? Quem te deu...

Fechar