Não acompanho muito a novela Salve Jorge, mas do pouco que entendo, este é um pequeno resumo da vida sentimental do personagem Theo (Rodrigo Lombardi):

Ele namorava a tenente Erica (Flávia Alessandra), viviam felizes e cheios de planos até que o capitão conheceu Morena (Nanda Costa).
Então ele troca Erica por Morena, sem pestanejar… obviamente foi uma paixão fulminante e avassaladora, não dava para desobedecer o coração.

Como a parte que levou o pé na bunda, Erica sofre, vai ao fundo do poço, mas tenta reconstruir sua vida… começa a sair com outros caras, mesmo sem estar envolvida, tentando esquecer o amor por Theo.

Mas eis que Theo e Morena se desentendem e rompem a relação… o rapaz, mesmo se dizendo tão apaixonado, resolve partir para outra e não descarta um flerte com a ex, que cai feito uma patinha.

Quando Erica acha que vai retomar a relação, ele volta para Morena…
E se você pensa que acabou por aí, ta muito enganado.

Mais uma separação e Theo volta para Erica, desta vez até com planos de casamento… o que é obvio que não vai acontecer, pois Morena está voltando do mundo dos mortos e ele vai largar tudo para ir atras dela.

Sem falar que no meio de todo esse processo, Theo beijou a melhor amiga de Erica e levou para cama a algoz de Morena, com a singela explicação de que era para se vingar. Oi?

Isso tudo é um pouco demais para minha cabeça.

Por mais que eu reflita, não sei qual dos dois é mais doente:

Theo, que não consegue ficar sozinho e precisa desesperadamente de outra pessoa, neste caso a ex, para superar a tristeza… ou Erica que perdeu todo o amor próprio por causa desse homem.

Tem gente que não sabe mesmo enfrentar o fim de um amor sozinho… precisa logo engatar outra relação acreditando que “doença de amor só cura com outro”.
Tudo bem que o mocinho faça parte desse grupo, mas precisa ser com a ex?

Será que não dá para perceber que da parte dela o sentimento é verdadeiro?

Certo, estamos falando de ficção, mas na vida real também acontece muito isso.

Na minha humilde opinião, as pessoas precisam viver o luto do fim de uma relação… se terminou gostando, deixa passar a quarentena… sofra, chore… se reconstrua.
O que não é legal, é envolver uma terceira pessoa na história, sendo egoísta e usando essa companhia como um step.

Tenho certeza que Roberto Carlos não está nada satisfeito de ter feito a música “Esse cara sou eu”, para um tipinho como Theo.

Theo é o cara…
O cara mais sem noção que já vi em novelas… um verdadeiro anti-herói.
Acho que Gloria Perez não anda entendendo muito sobre amor… ou sou eu quem não entende mais nada… o que deve ser mais provável!

Pin It on Pinterest

Share This
Leia o post anterior:
A solteira e o coelho da páscoa

Solteira: Bom dia, Coelhinho... gostaria de falar com você. Coelho: Pode falar, querida... manda aí! Solteira: Bom... não me leve...

Fechar