Se você quiser pode ler o texto ouvindo: Lua e Estrela – Caetano Veloso

dele

Não mando bem nesse lance de palavras bonitas como os caras aí que vivem escrevendo sobre mulheres. Aquelas que eles descrevem vestindo camisetas velhas do nirvana e usando coque. Blah! Deu, né? Acho que já tá faltando imaginação. Eu sei que você curte esses poetas de facebook, mas eu confesso não ter muita paciência. Quase todos os textos deles são iguais. De boa. Não é ciúme. Se quiser até decoro algum pra te falar no ouvido. Mas é melhor não, tá?

Sou meio ogro e você sabe bem. Nem falo pela aparência física afinal a minha velha barba por fazer e as minhas básicas da Hering parecem ter virado uniforme para os caras que se definem como fofos e descolados. Me consagro ogro por não ter muitos modos para segurar a tua mão pequena e delicada com esses meus dedos enormes e desajeitados, por te arrastar pela cintura de qualquer jeito quando vem uma vontade louca de te beijar ou por amassar teu livro cuidadosamente repousado na cama quando quero me atirar nela e deitar. Veja bem, um cara com esses meus 1,88m deveria pelo menos ler um manual de como tratar mulheres delicadas, mas é assim que eu sou. Ogro. Ou não, já que agora ser ogro nem é mais um defeito tão grande. Tá na moda também. Sei lá. Sou meio isso aí que quis dizer.

Daqui de dentro desse meu peito estilo rústico moderno tento achar algo que expresse a minha profusão de sentimentos. Não sou bom em declarações, muito menos em concordância verbal, pontuação, ortografia, whatever. E mesmo que fosse não sei se conseguiria definir tudo o que você me desperta. Na verdade, eu queria que você se enxergasse com os meus olhos. Acho que essa seria a maneira mais fiel de retratar o que sinto. Queria que você visse como eu vejo, a mulher da porra que tu é. Mulher que enfrenta coisas que eu não teria coragem nem de começar e por isso eu admiro tanto. Mulher foda que se garante, se banca e vai pra luta todos os dias e por isso eu quero lutar junto. Eu queria que os meus olhos te mostrassem como tu é linda mesmo sem usar nada dessas maquiagens que mancham as minhas básicas brancas. Queria mostrar através dos meus olhos que teu cabelo molhado é mais sensual e lindo que qualquer chapinha ou aquele treco de fazer cachos. Eu queria tanto mostrar como a tua presença tem cheiro de porto seguro. Mostrar o quanto faz bem contar os meus problemas e no final te ouvir dizer “eu entendo” e não um “eu avisei”. Putz! Eu queria muito que fosse possível te mostrar, sabe?

É que as vezes me sinto um pouco egoísta em ter essa felicidade sozinho. Mas acho que, de alguma forma, consigo compartilhar isso quando tu me dá aquele sorriso que muda a cor do meu dia e faz o sol ter inveja de mim.

Pin It on Pinterest

Share This
Leia o post anterior:
escutar1
Procura-se alguém que saiba escutar

Procura-se alguém que saiba escutar e não apenas ouvir. Alguém que antes de começar a falar desesperadamente sobre si pergunte...

Fechar