No último post escrevi sobre os aplicativos de paquera, mas me pediram para falar de forma mais detalhada sobre o comportamento de alguns rapazes por lá. Então aqui vai o complemento.

Aproveito pra dizer que os meninos podem (e devem) deixar suas observações nos comentários. Eu não conheço os perfis femininos, nem as experiências de vocês, então me contem.

Enquanto isso do lado de cá…

Moços seguem postando fotos exibindo copos de cerveja como se isso significasse charme ou um elemento infalível para atrair uma curtida.

As descrições no perfil são ótimas quando tem sinceridade e deixa claro o que o cara quer. Porém… as outras com informações do tipo: “Se quiser ser feliz venha descobrir quem sou. Eu deixo”… Estas são dispensáveis, tá? Parece até chamada para conhecer um resort.

É feio também os que descrevem o tipo de mulher que querem: “Em busca de uma mulher inteligente e sem frescuras”… como se fossem tão maravilhosos a ponto de exigir alguma coisa.

Alguns caras são péssimos na abordagem. Tem os que já começam te chamando de “meu bem”, outros que ficam interrogando como se você estivesse naquela sala com espelhos da delegacia: “mora onde?”, “faz o que?”. Eu, hein! Normal perguntar essas coisas, mas saibam inserir no meio do papo e não nesse tom de pesquisa do IBGE.

Existem aqueles que estão até hoje nos anos 90, época em que sala de bate-papo fazia sucesso e por isso continuam com uma linguagem que se usava por lá: “De onde teclas?” (não tenho força pra responder isso, gente… deixo no vácuo).

Tem aqueles que puxam papo e a conversa tá super fluindo… daí somem. Você fica sem saber se morreu ou entrou para alguma seita. Então do nada voltam renascidos das cinzas e alegam que os dias estavam tumultuados (Amor, eu sei que você estava atacando em outras frentes e agora voltou pra falar comigo. Bobinho… tsc, tsc).

Os mais novos são um capítulo à parte. Eles são preparadíssimos. Sabem o que dizer e se você tenta argumentar algo sobre a idade, vai receber uma bela lição de que deveria ser uma mulher mais confiante na sua beleza e no seu poder de sedução. Que você é linda e que idade não tem nada a ver. E esse é só um exemplo, pois eles vão muito além. Pense num povo que sabe usar as frases certas. São perigosíssimos!

Não vou me estender muito para não ficar parecendo uma chatinha que reclama de tudo. Na verdade, são só constatações. Sou muito observadora e na maioria das vezes me divirto com estas situações.

Lá tem perfis bacanas e já conheci pessoas bem legais. Não tive nenhuma experiência de envolvimento, mas já me contaram várias histórias de namoros que começaram por lá.

No outro post falei muito sobre “buscar algo sério” no aplicativo, mas isso não tem nada a ver com desespero. Para engatar um namoro é preciso conhecer, descobrir afinidades, diferenças, um pouco da personalidade e toda essa fase inicial que vocês bem conhecem.

Apenas não tenho paciência para a frivolidade de certos homens que usam o aplicativo como cardápio para escolher o prato do dia.

Por hoje é só, pessoal!

Pin It on Pinterest

Share This
Leia o post anterior:
post app3
Aplicativos de Paquera – Parte I

O papo hoje é sobre aplicativos de paquera. Sim, já falei sobre esse assunto algumas vezes aqui, mas volto a...

Fechar