Se você quiser pode ler o texto ouvindo: Justin Timberlake & Anna Kendrick – True Colors

 

O peito aperta, a vontade de chorar aparece a cada pensamento ameaçador, a ansiedade se espalha, o corpo perde a força e o ânimo resolve se esconder. Tudo isso acontece quando se está vivendo em uma montanha russa emocional.

Hoje, promessas, afagos, presença, declarações de amor e muitos planos. No dia seguinte, mentiras, desculpas esfarrapadas, mentiras, distância, mentiras, frieza, mentiras, mentiras e mentiras.

Não há nada que machuque mais o amor do que as mentiras. As vezes toscas e ridículas, em outras tão bem elaboradas e defendidas que chegam a se confundir com uma realidade paralela e doentia.

Não se sabe se é mais cruel descobrir o mentiroso ou ser subestimado por ele.

Analisamos a situação, percebemos tudo de errado que há nela e mesmo assim não conseguimos nos afastar. Esta fraqueza tem justificativa no amor porque ele é um sentimento tão nobre, limpo e leve que consegue ser maior que os atos mesquinhos, então muitas vezes tudo é relevado como se ainda restasse alguma esperança, afinal é dela que o amor enche o coração.

Mas depois de subir, descer, passar por loopings que quase arranca o coração pela boca, você percebe que é hora de descer dessa montanha russa.

Exatamente por ter tanto amor no peito, percebemos que não dá para se contentar com tão pouco. Essa conversa de que não existe nada perfeito e que sempre teremos defeitos para aceitar no outro é verdadeira até a página cinco. Depois disso passa a ser justificativa para aceitar quem não vale a pena.

E é nesse momento que a ficha cai, que a realidade vem à tona como se estivesse sedenta para ser percebida e que finalmente paramos diante do espelho, encaramos os nossos olhos e solitariamente, mas com muita certeza, dizemos: eu mereço mais!

Mereço mais que esse sentimento pequeno e dividido que estão querendo me oferecer como se fosse grande coisa, mereço mais que um cara pela metade, mereço mais que poucas verdades.

Eu mereço mais. Mereço ser feliz.

Pin It on Pinterest

Share This
Leia o post anterior:
me bagunça
A bagunça que você fez

Se você quiser pode ler o texto ouvindo:   Quem te autorizou a entrar na minha vida e desorganizar o...

Fechar