As estrelas mais expressivas possuem nomes próprios, normalmente de origem árabe ou grega. www.stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

As estrelas mais expressivas possuem nomes próprios, normalmente de origem árabe ou grega. www.stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Olá, amigos!

Todo mundo gosta muito de estrelas, mas você já pensou em conhecê-las por seus nomes próprios?

É muito legal! Conhecer e identificar as estrelas e os planetas os torna mais “próximos” de nós, e depois de um tempo eles passam a fazer parte de nossas vidas, de nossas lembranças. Às vezes, quando fico muito tempo sem ver uma determinada estrela, eu acordo de madrugada para vê-la. Há uma relação de saudade.

Até conseguirmos reconhecer uma estrela no céu pode levar algum tempo de observação, mas todos somos capazes de identificá-las, se nos dispusermos a isso. Com uma ajuda então, a coisa fica bem mais fácil e divertida. Na maioria das vezes, a maior dificuldade mesmo é reunir as condições ideais para poder observar o céu, especialmente para os habitantes dos grandes centros urbanos, mas também e cada vez mais no interior, à medida que se ampliam as redes de energia elétrica pelas zonas rurais.

Na pequena vila onde moro, os mais antigos tem o hábito de acompanhar as fases lunares. É um costume que aprenderam com seus pais. As fases da Lua, a posição do Sol nascer e se pôr, a época de determinadas estrelas mais conhecidas estarem no céu e o tempo decorrido entre um crepúsculo e outro, são percepções muito difundidas entre os moradores do campo, como consequência de uma relação mais íntima e menos tecnológica com a natureza e seus ciclos sazonais.

Mas mesmo no centro das cidades, com toda sua poluição luminosa, podemos acompanhar no céu as estrelas mais brilhantes. Algumas delas tem características tão peculiares, que um observador experiente muitas vêzes pode identificá-las sem a necessidade de outros pontos de referência.

Como já vimos no artigo “O Nome das Estrelas” do dia 28 de janeiro passado: www.ibahia.com/a/blogs/estrelas/2014/01/28/o-nome-das-estrelas/ a magnitude das estrelas pode ser classificada como “aparente” ou “absoluta”.

Magnitude aparente (m) é como percebemos a magnitude da estrela observada a olho nu.

Magnitude absoluta (M) é a magnitude que as estrelas apresentariam se estivessem todas a uma mesma distância do observador, considerada em 10 parsecs.

A escala de magnitude se amplia para números negativos, quanto mais negativa for a graduação, mais alta é a magnitude.

As 21 estrelas de maior magnitude aparente do céu são conhecidas de nossos ancestrais desde “as primeiras noites do mundo”. Cada povo em sua cultura atribuía um nome próprio para as principais estrelas, e a partir de 1920 a União Astronômica Internacional criou algumas convenções, dividindo o céu em 88 constelações com limites bem definidos e dando prioridade para nomes das estrelas e constelações que constavam dos catálogos estelares mais antigos, de origem grega ou árabe.

Como são muitas estrelas e os nomes nem sempre são fáceis de pronunciar, existem outras formas de nomenclatura, como o uso de letras gregas para nominar as estrelas de cada constelação.

Mas as mais brilhantes você pode conhecer pelo nome. Afinal, você viverá toda a sua vida sob o mesmo céu, vale a pena se familiarizar com as principais referências celestes. Essa familiaridade lhe proporcionará ampliar “astronomicamente” a sua percepção sobre o Universo. Acredite que: uma coisa é saber que a Terra gira, e outra, bem diferente, é perceber ela girar. E é conhecendo “o firmamento”, “o que aparentemente está fixo”, é que alcançamos a verdadeira percepção do movimento de rotação da Terra sobre si mesma e ao longo dos meses em torno do Sol.

Então, vamos tentar conhecê-las e identificá-las ao longo dos próximos meses e aos poucos iremos aprender seus nomes.

As 21 estrelas de maior magnitude aparente do céu. Fonte: "Identificando as Constelações " do astrônomo Paulo Roberto Teixeira. Blog O Guardador de Estrelas.

As 21 estrelas de maior magnitude aparente do céu. Fonte: "Identificando as Constelações " do astrônomo Paulo Roberto Teixeira. Blog O Guardador de Estrelas.

Não tenha pressa em aprender, por ora basta se manter receptivo a este tipo de conhecimento, nos visite e procure observar o céu sempre que tiver oportunidade. Quando você menos esperar, estará reconhecendo as estrelas no céu.

Estaremos aqui para ajudá-lo e acompanhá-lo nessa deliciosa aventura de conhecer o céu estrelado.

Aquele abraço!

 

 

Share This
Leia o post anterior:
Sol em 20 de maio de 2014. SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas
ESTRELANDO: O SOL! 20 DE MAIO DE 2014

O Sol, hoje. Ande sempre para o Sol Olhe sempre para o Sol E tudo que você quiser E tudo...

Fechar