Um eclipse para guardar com carinho…

Ilustração do Sol logo acima da linha do horizonte leste em 21 de janeiro de 2019. Stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Ilustração do Sol logo acima da linha do horizonte leste em 21 de janeiro de 2019, para as coordenadas de Salvador, Bahia, sem o efeito atmosférico de espalhamento da luz solar e evidenciando a região celeste logo abaixo da linha do horizonte, em verde. A linha do equador celeste aparece em azul, e a linha da eclíptica em vermelho. As constelações estão caracterizadas com seu aspecto astronômico e mitológico, acompanhadas do nome em letras azuis. Sol, planetas e principais estrelas também aparecem acompanhados de nome próprio. Stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Olá, pessoal!

Assistir ao eclipse desta madrugada de 21 de janeiro foi uma experiência deleitosa. O disco lunar começou a entrar na região de umbra quando a Lua já havia passado em meia hora do meridiano de Salvador.

Durante o eclipse, ao norte da Lua Pollux e Castor pareciam participar do evento. Cão Menor, Cão Maior, Orion, estavam todos lá, não faltou ninguém 😉

Aos poucos o Oceano das Tempestades foi imerso na umbra. A Cratera de Copérnico, os Apeninos, o Mar das Chuvas foram cada um a sua vez sendo inundados pela sombra da Terra, emprestando ao disco lunar um tom castanho-escuro-avermelhado.

Quando o disco lunar começou a deixar a umbra Vênus e Júpiter pairavam majestosos sobre o Atlântico a leste.

Lua foi perdendo altura no ocidente, deixou a umbra. Antes do Sol nasceu Saturno. De repente, da Coroa Boreal surgiu um brilho intenso varando a região norte do céu. Era a Estação Espacial. Ela passou a oeste de Saturno e mergulhou na alva. Pouco depois começaram a surgir os tons encarnados do arrebol.

Uma noite para guardar na lembrança.

Sol na constelação de Capricórnio, até dia 16 de fevereiro, quando passa para a constelação de Aquário, segundo o limite oficial entre as constelações, como  convencionado pela União Astronômica Internacional. Na tradição astrológica, no entanto, o signo vigente entre os dias 21 de janeiro e 19 de fevereiro é o de Aquário.

Mercúrio em Sagitário, invisível, ofuscado pelo arrebol. Dia 24 passa a Capricórnio; dia 30 em conjunção com o Sol.

Vênus em conjunção com Júpiter, na constelação de Ofiúco, ambos os astros visíveis de madrugada no quadrante leste, próximos à estrela Antares, de Escorpião.

Marte em Peixes, visível desde o início da noite, alto, a ocidente.

Júpiter em Ofiúco. Entre os dias 20 e 24 formando uma bela conjunção com Vênus, no quadrante leste, a partir de 02h15.

Saturno em Sagitário, visível no quadrante leste a partir de 04h10.

Lua

Dia 21 Lua cheia, em perigeu, na constelação de Câncer, próxima a Pollux e Castor, de Gêmeos. Eclipse umbral total.

Dia 22 Lua em Câncer, com 0.99% do seu disco iluminado.

Dias 23 e 24 Lua em Leão.

Dias 25 e 26 em Virgem.

Dias 27, 28 e 29 Lua em Libra.

Dias 30 e 31 Lua em Ofiúco. Dia 31 Lua entre Júpiter e Vênus, visível de madrugada no quadrante leste.

Boas observações!

 

Share This
Leia o post anterior:
Como observar o eclipse de hoje?

O único eclipse total da Lua em 2019 acontece na noite deste domingo (20) para a madrugada de segunda-feira Olá,...

Fechar