Tempo de observar planetas e Lua

Sol nascente. 11 de junho, 2019.

Ilustração do Sol logo acima da linha do horizonte leste (L) em 11 de junho de 2019, para as coordenadas de Salvador, Bahia, sem o efeito atmosférico de espalhamento da luz solar e evidenciando a região celeste logo abaixo da linha do horizonte, representada em verde. A linha do equador celeste aparece em azul, e a linha da eclíptica em vermelho. As constelações estão caracterizadas com seu aspecto astronômico e mitológico, acompanhadas do nome em letras azuis. Sol, planetas e principais estrelas também aparecem acompanhados de nome próprio. Stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Olá, amigos!

Aproxima-se o solstício vindouro, que ocorre às 12h54 no horário de Brasília do dia 21 de junho, quando o Sol alcança sua maior declinação norte em relação ao equador, delimitada pelo Trópico de Câncer. Será a noite mais longa para o hemisfério sul da Terra, início oficial do inverno. Mas até lá, ainda teremos eventos muito interessantes a observar, especialmente o encontro de Lua e Júpiter no dia 16, e as conjunções de Mercúrio e Marte, e de Lua e Saturno no dia 18. Não deixe de acompanhar.

Sol na constelação de Taurus (Touro), de acordo com o limite oficial entre as constelações, como definido pela União Astronômica Internacional. Na tradição astrológica, no entanto, o signo vigente entre os dias 21 de maio e 20 de junho é o signo de Gemini (Gêmeos).

Mercúrio em Gemini, visível no crepúsculo vespertino como um astro de brilho rubro cintilando suavemente sobre o horizonte oeste. Acompanhe o deslocamento de Mercúrio entre as estrelas da constelação, ganhando altura em relação ao horizonte a cada dia. Dia 18 Mercúrio se alinha em conjunção com Marte, será um evento imperdível.

Vênus em Taurus pode ser observado na hora da alva entre Plêiades e Híades. Entre os dias 16 e 17 ao lado e ao norte de Aldebaran.

Marte em Gemini, visível no quadrante oeste ao final do crepúsculo vespertino. Dia 18 em conjunção com Mercúrio, entre as estrelas Wasat e Pollux. Vale a pena se programar para fazer esta observação.

Júpiter em oposição, apresenta 100% do seu disco iluminado, sendo visível sobre o horizonte leste desde o início da noite, na constelação de Ophiuchus (Serpentário).

Saturno em Sagitarius (Sagitário), ascendendo sobre o horizonte leste às 19h15 no dia 11, e a cada dia mais cedo.

Lua

Dias 11 e 12 Lua em giboso crescente, na constelação de Virgo (Virgem). Dia 11 com cerca de 68% do seu disco iluminado.

Dias 13 e 14 Lua em Libra.

Dia 15 Lua nasce em Escorpião e passa à constelação de Ophichus no início da noite.

Dia 16 Lua em Ophiuchus, com 99% do seu disco iluminado, em conjunção com Júpiter. O plenilúnio, momento em que o disco lunar fica 100% iluminado será na madrugada de 17.

Dia 17 Lua cheia, em Sagitarius,

Dia 18 Lua em conjunção com Saturno, em Sagitarius.

Dias 19 e 20 Lua em Capricornus (Capricórnio).

Boas observações!

Share This
Leia o post anterior:
Efemérides astronômicas: de 01 a 10 de junho 2019

Tempo de observar Mercúrio e Marte no crepúsculo vespertino Sol na constelação de Taurus (Touro), de acordo com o limite oficial...

Fechar