Os homens da minha vida 

Por Luísa Oliveira
Em tempos de tantas discussões importantíssimas sobre feminismo e onde muito infelizmente não paramos de ter notícias sobre violência contra a mulher e mais triste ainda, o fato de que em grande número, estas vem de homens próximos como marido, namorado, pai do filho, familiares, me sinto privilegiada por sempre ter tido homens apoiadores ao meu lado.
Minha história de homens que suportam e apoiam mulheres começou cedo, em casa, no berço com meu único e mais velho irmão Gui.  Ele me ninava cantando você é linda, me levava com ele pra cima e pra baixo e sempre exaltava que eu era uma menina brilhante.
Logo depois, veio o colégio militar. Espero não ser injusta e não esquecer ninguém mas aqui entra: David Dantas, Juraci Adães, Edwin Neves, Mauro Júnior, Jornilton Guimarães e Claudemir Cardoso. Fiz parte da turma de mulheres aceitas pela instituição em 1995 e esses meninos, foram essenciais na adaptação. Homens cuidadosos, que sempre respeitaram as colegas e vibravam com cada conquista feminina naquele ambiente até então tão macho. E de quebra, veio também Luiz Alberto a quem carinhosamente, chamo de Zé, irmão de uma colega de sala que até hoje é um grande amigo.
Ano 2000, Universidade Federal da Bahia: Herbert Macedo, Paulo Ayrosa e o até hoje meu marido Vandré Pereira, parceiraços para a vida. Não me deixam nem por um segundo esquecer que sempre posso mais, sempre posso ir além. Minha grande torcida, grandes incentivadores.
Foto: Isadora Rocha.

Foto: Isadora Rocha.

Fevereiro de 2009, ingresso na selva competitiva das empresas de auditoria, famosas big 4. Meu grande chefe, um grande exemplo, que apostou em mim e a quem sou imensamente grata, Carlos Martins. O trainee par, que virou parceiro de vida e que é sem dúvida, uma das pessoas mais brilhantes e generosas que  já conheci, Robson Melo. Não posso aqui deixar de citar meu bruxo, conselheiro, o senhor Paulo França. Rogério Simões não poderia deixar de ser citado pois sempre fez todo o possível para me manter na sua equipe, sendo parte de equipes e trabalhos importantes e relevantes que me permitiram ser a profissional que me tornei. Homens que não faziam guerra de gênero mas que avaliavam justamente a qualidade do serviço que estava sendo prestado e entregue independente de quem o fazia, se  um homem ou uma mulher.
Por último e não menos importante, o senhor que chegou na minha vida através do mundo da corrida e me fez esse convite lindo de ter um espaço nesse blog cheio de propósito e incentivo para quem quer ter um estilo de vida leve e saudável de corpo, alma e mente,. O homem que tem o lindo projeto do treino das meninas que ocorreu em Março e nos ajuda na luta com o assédio. Augusto Cruz, Guga para os mais chegados que presente tê-lo na minha vida.
Não gosto de rótulos, nunca gostei. Já  tive muitos, como 4 olhos, cri cri, ansiosa, estressada, mulher macho e a lista é bem longa. Hoje em dia chamam a prática  de bullying, assédio. Não importa o nome dado, a verdade é que a importunação e a violência seja física ou psicológica paraliza, traumatiza, dói, deixa marcas. Sonho com o dia em que seremos e nos consideraremos todos gente, pessoas, cada qual respeitando um ao outro e pronto, independente de cor da pele, status social ou gênero.
Escuto repetidas vezes de muitas mulheres, que nenhum homem presta e peço desculpas aqui e respeitosamente, discordo e espero que mais homens bem formados, bem educados, conscientes como estes citados acima, apareçam por aí e espalhem essa onda de amor e respeito, para que possamos caminhar para um mundo cada vez mais igualitário onde nenhuma mulher tenha medo de sair na rua ou de viver a sua vida em plenitude. Aos homens da minha vida, obrigada, obrigada e obrigada por me apoiarem e permitirem a viver em paz, segurança e com a coragem de realizar. Minha vida jamais seria tão plena sem vocês!
Cartão de visita-02

Pin It on Pinterest

Share This
Leia o post anterior:
B82828CD-9498-4BEB-B970-D9D7BED3D4BF
Desafio das Amigas

Leitoras e Leitores, Dene Mascarenhas e Luísa Oliveira se desafiaram a reduzir suas medidas e a melhorarem seus desempenhos. E...

Fechar