Por Thais Souza,

O empoderamento feminino também estará presente na “IV Caminhada Cooperativista Baiana será realizada em celebração ao Dia de Cooperar – Cooperativas participam do tradicional desfile de 2 de julho”. E, com certeza encontraremos mulheres empreendedoras e com muitas histórias para contar.

“As mulheres exercem no contexto cooperativista papel fundamental e estratégico no desenvolvimento eficaz das relações de gênero e na busca de agregação de valor, seja na agricultura, seja nas cooperativas urbanas, na proteção do meio ambiente, gestão da cooperativa, capacitações, focando seus esforços nas necessidades e prioridades das mulheres no universo da cooperativa”, segundo a Patrícia Resende, analista de Desenvolvimento das cooperativas do Sescoop Nacional.

Essa caminhada é promovida com o apoio do Sistema Oceb*. Os participantes se reúnem ao cortejo cívico, durante o tradicional desfile em comemoração ao feriado da Independência da Bahia, no dia 2 de julho.

A concentração será no Largo da Soledade, a partir das 7h30. Esta será uma data especial para os cooperativistas no estado, pois serão celebradas duas datas: o Dia de Cooperar 2016 e o Dia Internacional do Cooperativismo.

Essas ações sociais devem acontecer o ano todo e é isso que o Sistema prega. “Mas ainda é preciso reforçar a inclusão de maior número de mulheres nos níveis decisórios, e a participação feminina na representatividade do corpo dirigente das cooperativas. É neste cenário que os projetos voltados para as comunidades e para a transformação social ganharão mais espaço e fortalecimento, por meio de ações que sejam capitaneadas pela mobilização das mulheres cooperadas”, afirma Patrícia.

TODO DIA É DIA DE COOPERAR

O Dia de Cooperar, também conhecido com Dia C, nasceu em 2009, em Minas Gerais, e logo ganhou a adesão de cooperativas de todo o país. Com o apoio do Sistema OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) e de suas Unidades Estaduais, o Dia C é um programa de responsabilidade social, promovido pelas cooperativas brasileiras por meio do voluntariado. A grande novidade este ano é que as cooperativas passam a contribuir para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), nova agenda da ONU para acabar com toda forma de tirania, desigualdade e destruição ambiental (saiba mais: nacoesunidas.org). Em todo o país, são mais de 1200 cooperativas mobilizadas nesta grande corrente do bem. Somente em 2015, o Dia C já beneficiou mais de 2,5 milhões de pessoas com projetos que trazem uma verdadeira transformação social para as comunidades.

*Sistema Oceb – Composto pelo Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado da Bahia – Oceb e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado da Bahia – Sescoop/BA

Patrícia Resende - analista de Desenvolvimento das cooperativas do Sescoop Nacional.

 

Share This
Leia o post anterior:
Quando o empoderamento não é moda
Quando o empoderamento não é moda

Por Márcia Brandão, Temos infinitas possibilidades de descobrir caminhos e territorializá-los. Sempre foi assim. Precisamos que seja assim. Há um...

Fechar